arraias

Quando você ouve falar das Ilhas Cayman, a primeira coisa que você pensa é em “paraíso fiscal”.  Mas o lugar que tem mais de 200 bancos e é o quinto maior centro financeiro do planeta, chama muito mais atenção pela sua beleza e estrutura do que por qualquer outro motivo. Foi o que constatei no dia em que desembarquei em Grand Cayman, a maior e principal ilha entre as três que formam o pequeno arquipélago que fica entre o sul de Cuba e o norte da Jamaica.

As Ilhas Cayman são sim, um verdadeiro paraíso no mar do Caribe. Com praias de areias brancas e águas cristalinas, a colônia inglesa é considerada um dos melhores destinos para turistas e mergulhadores. O passeio mais disputado é o de Stingray City, a “Cidade das Arraias”, onde qualquer um pode nadar entre dezenas de Arraias-Prego em seu habitat natural.

Em George Town, o centro financeiro de Cayman, o que me chamou atenção, além da quantidade de bancos, claro, foi o número de restaurantes de cozinha internacional, hotéis de luxo e lojas de grifes, o que justifica a fama de um Caribe mais elitizado e sofisticado. Não é a toa que a ilha tem o melhor índice de qualidade de vida do Caribe e a 14a maior renda per capita do mundo. Os residentes – no total 55 mil – também são muito solícitos e educados, o que torna o ambiente ainda mais simpático e acolhedor.

 

Cidade das ArraiasO vôo de Miami até Grand Cayman dura cerca de 1h, mas os brasileiros que não têm visto americano,  podem viajar para as ilhas via Panamá, uma opção mais econômica, inclusive.  Eu recomendo a praia Seven Miles Beach, a mais famosa das ilhas, e onde você encontrará hotéis e resorts com preços acessíveis para quem se programar com antecedência. Apesar dos produtos serem livres de impostos, se engana quem acha que vai encontrar produtos mais baratos que nos EUA.  Deixe pra comprar em Miami e relaxar em Cayman.

Imposto free ou não, posso apostar que ao se deparar com aquele mar (em todos os tons possíveis de azul) a última coisa que você irá pensar é em compras ou nos supostos dólares guardados nos bancos. A menos que você tenha muitos, obviamente…Ainda assim, Cayman é um convite ao esquecimento do mundo real. Ali, naqueles três pontinhos  quase imperceptíveis no mapa, em três ilhas perdidas no meio do mar do Caribe, você vai descobrir um paraíso infinitamente maior que o fiscal.

Cayman Islands

Waterfront George Town