Welcome Las Vegas

Welcome to Las Vegas!

Assim que cheguei em Las Vegas, a sensação foi de estar num ambiente bem familiar. Antes que você pense que a “cidade do pecado” virou um lugar tranquilo, o que quero dizer é que Vegas se tornou uma velha conhecida de todos, mesmo para quem nunca esteve lá. Com fama de extravagante e badalada, a cidade é tudo aquilo que assistimos nos filmes hollywoodianos: um lugar alegre, onde tudo acontece ao mesmo tempo. Ainda que exaustivamente divulgada, Las Vegas não deixa de ser surpreendente! Com infinitas opções (para diferentes idades), a “Disney” dos adultos, pode ser o destino de famílias, casais em lua de mel, solteiros à procura de diversão ou de futuros casais – já que é possível se casar em poucos minutos em alguma das muitas capelas na cidade. Tudo vai depender da intenção (não esqueça do bordão “o que acontece em Vegas, fica em Vegas”) e, acima de tudo, da disposição. Se prepare para andar, andar e…andar mais um pouco!

Onde ficar

Hospedagem em Las Vegas não é tão caro como as pessoas imaginam. (por volta de $120 é possível se hospedar num hotel 4 estrelas). Por isso a dica é ficar na Strip (Las Vegas Boulevard) ou pelo menos próximo a ela. Nós ficamos no Excalibur, um hotel castelo com decoração medieval e que interligava alguns casinos como o egípcio Luxor e o New York, New York, onde ficam as réplicas da estátua da liberdade e do Empire State. Bastava atravessar a passarela e já estávamos na Strip, onde estão os mais famosos hotéis/casinos do mundo, shoppings, bares, restaurantes e os principais pontos turísticos da cidade como a Torre Eifel do Hotel Paris, a High Roller e a Fonte do Belagio. Falando nisso, a dança das águas do Hotel Belagio se tornou uma das principais atrações da cidade, reunindo milhares de turistas para assistir o show que acontece a cada quinze minutos. É bem curto, mas muito bonito!

Casinos e Espetáculos

Las Vegas é a cidade dos shows, musicais e dos casinos. Se não conseguir visitar todos (tarefa praticamente impossível) reserve pelo menos um tempo para passear pelo Bellagio, Caesars Palace, Venetian, Palazzo, Mandala Bay, Luxor e MGM, lugares onde as maquininhas caça-níqueis deixam de ser o centro das atenções perto do luxo, requinte e atrações exclusivas. Se a ideia é assistir espetáculos, as opções são inúmeras. Há nada menos que sete apresentações do Cirque Du Soleil, dezenas de musicais e shows disputadíssimos como o da Britney Spears.

Zumanity e MJ Live

Assistimos o extravagante e ousado Zumanity, do Cirque du Soleil no Casino New York, New York ($75 a $137). Tendo o sexo como tema, o show celebra os instintos sexuais humanos através de coreografias e performances pra lá de sensuais. Outra atração super legal e um prato cheio para os fãs de Michael Jackson, é o MJ Live ($35), no Rio Casino. O show, que é um tributo ao superstar, não tem muita sofisticação, mas é imperdível por causa da performance do cantor, que não apenas se parece com Michael Jackson, como dança e canta como ele. Se ainda sobrar fôlego, vá a algum (ou alguns) dos muitos nightclubs nos casinos, onde passam muitas celebridades e DJ’s famosos. Destaque para a Tao, no Venetian e Hakkasan no MGM.

Stratosphere

Fica mais bem mais ao norte da Strip e um pouco longe dos principais casinos. É legal por se situar próximo a área mais antiga da cidade, em downtown, me lembrando cenas de filmes dos anos 80. Além de ser a torre de observação mais alta dos EUA, o Stratosphere (que também é um hotel/casino), oferece aquelas atrações mais radicais no topo da torre, como o Sky Jump e Insanity. Preferi tomar uns drinks no lounge 107 (centésimo sétimo andar) e observar do alto, as luzes da cidade, que é muito maior do que imaginamos. A vista é maravilhosa!

Pecado

Cinco dias não foram o suficiente para conhecer e aproveitar Las Vegas, mas o bastante para gastar mais do que devia. Aliás, reserve bastante dinheiro pois as tentações são muitas e a vontade de cometer extravagâncias maior ainda. Na cidade que nunca dorme, pecado mesmo é não aproveitar!