001-Banyan-Tree-Macau

Não fosse pelos chineses em toda parte, eu poderia jurar que não estava na China. Macau é realmente “um mundo de diferenças”, como diz o slogan escolhido para divulgar a cidade. Além de Casinos e hotéis luxuosos, monumentos históricos e avenidas de nomes como “Almeida Ribeiro”, nos dá a sensação de não estar muito longe de casa, quando na verdade, estava a apenas 75 minutos de Hong Kong.

Apesar de estar na China continental, não é necessário visto para ir a Macau. De Hong Kong, é preciso pegar um Ferry Boat no terminal que fica em Sheung wan (a linha Central do Metrô te leva até lá). O preço de um ticket fica em torno de HKD 250, aproximadamente trinta dólares, ida e volta.

HERANÇA PORTUGUESA

Assim que cheguei, peguei um táxi até o “Largo do Senado”, um pedacinho de Lisboa na China. Pra quem não sabe, Portugal colonizou Macau por 400 anos, sendo entregue a China somente em 1999.  Com pavimento tradicional em ondas, construções barrocas e becos estreitos, o lugar é um cartão postal da cidade.   Siga caminhando pelos becos estreitos até as ruínas de São Paulo, onde está a fachada da Igreja de São Paulo, que foi devastada por um incêndio em 1835, com seus relevos elegantes que ilustram histórias bíblicas.

CASINOS

Galaxy_Macau_01Eles estão por toda parte e é o que mais atrai os turistas e chineses. Mesmo que você não seja fã de jogatinas, como eu, as visitas aos Casinos são parte do roteiro de todo turista.

macau

As construções gigantescas, verdadeiros shopping centers, com hotéis 5 estrelas, restaurantes, teatros, lojas de marcas famosas e, claro, os casinos (que por ano geram uma receita de quase 3 milhões de euros). Os complexos mais novos e luxuosos ficam na ilha de Taipa e para ir até lá, você pode usufruir do translado gratuito oferecido pelos grandes hotéis. Antes disso passe pelo tradicional Grand Lisboa, o glamouroso Wynm e MGM.

LUXO!!

Fiquei fascinada com o resort e casino Venetian, uma cópia do empreedimento Venetian em Las Vegas e que tem não só o maior casino do mundo como a maior estrutura hoteleira da Ásia. O Grand Canal, onde ficam as lojas e food court, é uma réplica das contruções venezienses com direito a passeios de gôndola. Um luxo!!

O City of Dreams, Hard Rock e o  Galaxy são igualmente maravilhosos,  porém menos impactantes!

Viajar para a China e não incluir Macau no roteiro é um pecado, digamos, maior que o vício por jogos de azar. Volto para Hong Kong  com a certeza de que aquela seria a primeira de muitas visitas tentadoras! E realmente eu não estaria errada….