assisi capa

Cittá della Pace

Logo na chegada da cidade de Assis, uma placa de boas vindas lembra que você esta entrando na Cittá della Pace, “Cidade da Paz” e poucos minutos depois você percebe que não se trata de nenhum tipo de marketing religioso. Existe realmente uma energia sacra na cidade de Assis; uma paz possível de ser sentida, mesmo com toda ausência de silêncio, já que o lugar é ponto de peregrinação de fiéis de todo o mundo e turistas nem sempre católicos.

A cidade de Assis foi erguida sobre o Monte Subásio, o que já a torna um lugar geograficamente privilegiado. As construções medievais em pedra rosa, conferem uma tonalidade especial à cidade que se tornou patrimônio da Unesco e que te faz voltar ao tempo em que viveu um dos mais queridos santos da igreja católica. Giovanni Bernardoni, o São Francisco, nasceu em Assis em 1181 e naquelas ruas passou seus 45 anos de vida.  A história do santo é recontada nas vielas, pinturas, museus, praças, igrejas, na vila Berdadoni (onde viveu com sua família até os 23 anos) nas inúmeras lojas de artesanato e artigos religiosos e, principalmente, na imponente Basílica de São Francisco, maior ponto de peregrinação da cidade.

E realmente não precisa ser católico para se emocionar com a história do rapaz rico que abandonou o luxo para viver na simplicidade e servir à Deus. Simplicidade que não se vê na Basílica, a contragosto do franciscano que havia pedido, em testamento, para que fosse construída uma igreja simples e humilde para os pobres. A estonteante basílica de dois pavimentos, recebe diariamente milhares de pessoas que podem visitar os restos mortais do santo e ver, através dos afrescos do renomado artista italiano Giotto, os principais acontecimentos da vida de Giovanni Bernadoni. É…Nesse ponto os bispos estavam certo quando afirmaram que precisavam de um lugar grande, onde até aqueles que não soubessem ler, pudessem compreender a história de São Francisco.

O que visitar…

Assis se tornou uma cidade de passagem para muitos brasileiros que costumam fazer uma parada estratégica de trem para conhecer a Basílica. Mas Assis merece muito mais que uma tarde, até porque andar pelas ruas medievais, descobrir suas construções milenares e tomar um café num dos muitos terraços já é, de longe, um passeio e tanto. Há ainda lugares históricos como a Roca Maggiore, antiga fortaleza construída em 1316 – e de onde se vê toda a cidade de Assis – e o antigo Templo de Minerva, erguido no século I a.C – de arquitetura romana e riquezas arqueológicas no subsolo do templo – que virou a igreja de Santa Maria sobre Minerva em 1539.  E por falar em arqueologia preservada, se a caminhada for muito cansativa, há ainda opção de passar uma tarde num Spa construido sob paredes romanas…

Clara de Assis

A cidade de Assis também é a terra de Santa Clara e seria até uma injustiça não mencioná-la nesse post. A moça bonita de família nobre que fez votos de pobreza e fundou a Ordem das Clarissas, tem um templo dedicado à ela na cidade: a basílica de Santa Clara, também muito visitada por peregrinos.

Eu tive a graça de estar em Assis mais de uma vez e ainda me surpreendo com a pequena cidade, quase que incrustada no monte,  que consegue nos trazer “recordações” de um tempo que não vivemos e lembranças queremos reviver na Itália….

NÃO DEIXEM DE ASSISTIR O VÍDEO NO CANAL. GOSTOU?  SE INCREVA E COMPARTILHE!!